10
maio
09

Paul Gross – de herói a demônio

paul-gross_584

Paul Gross foi um herói, agora ele é o diabo.

No ano passado ele atuou no filme épico de guerra Passchendaele, interpretando um soldado canadense rústico e altruísta que regressa às trincheiras para proteger o irmão da namorada. Gross também escreveu, dirigiu e co-produziu o projeto, orçado em US $ 21 milhões. Este ano, Gross reprisa o “diabo excitado”  que Jack Nicholson imortalizou no filme de 1987  As bruxas de Eastwick. Ele tem vivido entre Toronto e Los Angeles para filmar o piloto de TV para a ABC, ao lado de Rebecca Romijn de Ugly Betty.

“Eu chego, faço algumas diabruras e caio fora outra vez”, disse em uma entrevista no Parlamento canadense, onde recebeu o prêmio especial da National Arts Centre de notável contribuição para as artes.

Além de Eastwick ele está trabalhando num western canadense chamado Gunless, em que ele interpreta um pistoleiro americano que volta para uma pequena cidade do Canadá.

Gross também divide seu tempo com a defesa dos fundos federais para as artes no Canadá. “Em uma atitude mais nacionalista, (a arte) é realmente aquilo que nos mantém juntos. Nós nem sequer temos um trem que atravesse o país inteiro, por isso a única coisa que temos em comum além de torcer pela mesma equipe de hóquei de quatro em quatro anos é o que nós produzimos culturalmente, e que é central para o modo como olhamos para nós próprios como um país.”


0 Responses to “Paul Gross – de herói a demônio”



  1. Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: